Os principais erros cometidos no trabalho

Os principais erros cometidos no trabalho

Compartilhar

Errar é humano, todos sabemos, por isso o principal é aprender com eles. A preocupação não deve estar com a possibilidade ou probabilidade de errar, pois o resultado desse tipo de atitude é o enrijecimento, mas sim com a abertura de arriscar algo novo sempre tentando acertar. Se o erro ocorrer, é necessário humildade para aprender a lição por ele oferecida.

 

No contexto do trabalho, existem aqueles erros que são inadmissíveis, mas existem também aqueles mais sutis e discretos que vão minando a carreira do profissional. É sobre este último tipo que vamos apresentar alguns elementos neste post. Por isso, elencamos 5 erros que exigem vigilância constante. 

 

1)  Achar que sabe tudo e não ter humildade para aprender: isso pode ocorrer tanto em um trabalho novo quanto em outro já com maior duração. É claro que o aprendizado ocorre e se sedimenta no profissional, mas a atitude adequada aqui é manter sempre aberta a porta do aprendizado. Quando isso ocorre, o profissional percebe que pode aprender com todas as pessoas da organização e que em muitas ocasiões existe um aprendizado a ser captado. No fundo, trata-se de uma atitude de constante abertura.  

 

2) Aceitar qualquer emprego oferecido: se seu objetivo é construir uma carreira, é necessário comprometimento com determinada área em que você constatou ter potencial. Claro que um outro emprego pode ser aceito momentaneamente para se obter algum recurso, por exemplo, mas se o plano é fazer algo de longo prazo, é necessário caminhar naquela estrada específica. Aceitar qualquer coisa é atirar para qualquer lado, e isso não é econômico. 

 

3) Desistir de um trabalho muito cedo: muitas vezes, o começo em um trabalho é o momento mais árduo, pois existe aquele espaço de aprendizado que exige mais esforço e dedicação. Com o passar do tempo, algumas tarefas se tornam quase “automáticas” e é possível ganhar maior velocidade e agilidade naquele trabalho específico. Por isso, desistir de um trabalho muito cedo pode ser um ato precipitado e cada profissional terá que avaliar em qual momento se encontra. Uma boa dica para obter mais esclarecimento é conversar com colegas (seja da empresa, seja da mesma área) para ter um melhor entendimento nesse aspecto. 

 

4) Parar de investir na formação: assim como o item número 1, a formação deve ser algo constante. Existe o aprendizado rotineiro a partir das tarefas e ações nas organizações, mas nada substitui uma formação específica ou complementar em certa área do conhecimento. Com o tempo, o profissional pode sempre mais realizar formações específicas que qualificam sua expertise e enriquecem seu currículo. Como sempre, é necessário abertura para essa busca também. 

 

5) Chegar atrasado: em outras culturas, como aquelas dos países desenvolvidos, chegar atrasado para o trabalho ou para uma reunião é falta grave. Imagine que as pessoas organizam seus dias a partir de combinados com outras pessoas, e um atraso pode gerar um efeito dominó muito desagradável. A solução para isso é simples: se a reunião é às 10h, coloque na agenda que ela ocorrerá às 9h45. É melhor ficar esperando sozinho na sala por alguns minutos do que causar um constrangimento geral por algum atraso.  

Postagens Recentes

Checklist para a entrevista

Checklist para a entrevista

27 de fevereiro de 2024
Somos destaque!

Somos destaque!

01 de fevereiro de 2024
Feirão de Vagas Mancha Verde

Feirão de Vagas Mancha Verde

24 de janeiro de 2024