Como elevar sua competitividade no processo seletivo

Como elevar sua competitividade no processo seletivo

Compartilhar

Um processo seletivo pode ser visto como uma competição, mas não no sentido de que vence o melhor, mas em um modo em que o candidato mais adequado e/ou com maior potencial é escolhido para ocupar certa posição na empresa. Assim, não se trata de como derrotar os outrospara ganhar (afinal, nem é possível saber quem são os outros participantes do processo seletivo) e sim de como mostrar ao recrutador que escolher você é a aposta mais adequada e conveniente em determinado momento.

 

Infelizmente, não existe receita pronta para ser mais competitivo em um processo seletivo. O que se sabe são boas práticas. E aqui, dividimos com você algumas delas:

 

1) Currículo verdadeiro, objetivo e atualizado: já explicamos em posts anteriores como deve ser a apresentação do seu currículo. Contudo, em linhas gerais, podemos destacar que ele precisa ser breve, conciso e objetivo. As informações precisam estar claras para quem lê e em uma ordem cronológica dos fatos. O mais importante de tudo é que o currículo só contenha informações verdadeiras, que seja atualizado e que seja fácil de o recrutador contatá-lo. 

 

2) Apresentação pessoal: durante a entrevista, tudo é observado no candidato, desde a hora em que chega para a conversa, o que veste, como se porta, o que fala e como fala. Nessa hora, é importante ter clareza de que a entrevista é pergunta-resposta e que quem conduz essa dinâmica é o recrutador. Portanto, procure responder as questões de modo objetivo, mas lembre-se de que é um diálogo e que você também pode fazer perguntas e comentários na medida em que achar conveniente. 

 

3) Referências: se você tiver boas referências de ex-colegas ou ex-supervisores que possam reforçar a qualidade do seu trabalho, informe esses contatos ao recrutador. Isso mostra que você está atento ao processo seletivo. Além disso, nada melhor do que a avaliação de um terceiro para transmitir maior segurança para quem está contratando. 

 

4) Disponibilidade e interesse: dependendo do tipo e nível da vaga, pode ocorrer que a empresa precise de certa disponibilidade de seus profissionais. Por isso, se você realmente tiver essa disponibilidade, comunique-a. Avise o recrutador, por exemplo, que você pode viajar a trabalho nos finais de semana (se for o caso) ou que pode prolongar sua jornada. Além disso, se você tiver interesse real na vaga, demonstre: faça perguntas, sacie sua curiosidade. Mas de novo: faça isso somente se for algo genuíno. Do contrário, perde todo o valor.

Postagens Recentes

Checklist para a entrevista

Checklist para a entrevista

27 de fevereiro de 2024
Somos destaque!

Somos destaque!

01 de fevereiro de 2024
Feirão de Vagas Mancha Verde

Feirão de Vagas Mancha Verde

24 de janeiro de 2024